geral@penafielmagazine.pt

Notícias em Penafiel
 

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PENAFIEL SUDESTE ENSINA INGLÊS A CRIANÇAS DO PRÉ-ESCOLAR

O Agrupamento de Escolas Penafiel Sudeste é, a par do Agrupamento de Escolas de Idães (Felgueiras), um dos dois agrupamentos da região, e 25 no país, que leciona disciplinas em regime bilingue, em português e inglês.

O programa é designado pela sigla PEBI (Programa Escolas Bilingues) que, a partir do ano letivo de 2016/17, foi dinamizado no âmbito de uma parceria entre o Ministério da Educação, através da Direção-Geral da Educação (DGE), e o British Council Portugal, a qual conta com o acompanhamento da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE).

O objetivo é, segundo consta na página oficial da Direção-Geral da Educação, “criar um enquadramento nacional específico para a oferta de aprendizagem/ensino bilingue e de Content and Language Integrated Learning (CLIL – aprendizagem integrada de conteúdos e língua) no sistema educativo português”, no sentido de dar continuidade aos “resultados favoráveis” do Projeto Ensino Bilingue Precoce no 1º Ciclo do Ensino Básico, implementado em várias escolas públicas entre os anos de 2011 e 2015.

Contactado pelo Penafiel Magazine, o diretor do agrupamento escolar penafidelense, António Sorte, explicou os motivos que levaram à adesão a este projeto. “O agrupamento aderiu a este projeto porque identificámos um problema ao nível dos resultados na disciplina de Inglês. As prestações não têm sido satisfatórias e entendemos que introduzir a língua mais cedo, designadamente no pré-escolar, pode contribuir para um maior sucesso na sua aprendizagem futura. O grande objetivo passa por fomentar o interesse pelo inglês e fornecer ferramentas para que as crianças possam aprender com maior motivação este idioma, sendo também uma forma de sensibilizar as famílias para a valorização de uma língua tão importante para efeitos de comunicação, num contexto de uma cada vez mais estreita inter-relação entre países e povos, com impacto enorme nas nossas vidas profissionais e familiares”, explicou.

A recetividade da comunidade escolar tem sido muito positiva, como garante o próprio diretor. “A recetividade tem sido alta e temos tido uma encorajadora resposta por parte dos encarregados de educação. Eles estão muito satisfeitos com esta forma lúdica de introduzir uma nova língua. Quanto à receção dos professores e educadores, tem sido positiva, pois reconhecem grandes potencialidades ao projeto, além da importância que exercem na avaliação do mesmo. A principal dificuldade com que nos deparamos é a formação e exigência que este projeto requer, e nem todos os profissionais estão devidamente preparados para dar a resposta adequada e necessária às exigências do mesmo”, assevera.

O PEBI está atualmente em funcionamento em três jardins de infância do Agrupamento de Escolas de Penafiel Sudeste, e abrange cerca de 70 alunos do ensino pré-escolar.