geral@penafielmagazine.pt

Notícias em Penafiel
 

PENAFIDELENSE TITO SILVA É O DIRETOR ARTÍSTICO DO FESTIVAL GUITARRA DE AMARANTE

Após o comprovado sucesso das quatro anteriores edições, está a realizar-se a edição 2019 do Festival Internacional de Guitarra de Amarante, que pretende prosseguir a senda do sucesso alcançado, veiculando, afirmando e reforçando o valor da guitarra clássica não só na comunidade amarantina, como também na comunidade guitarrística portuguesa.

E no garante da excelência do evento, está um penafidelense, Tito Silva, que é diretor artístico deste certame de renome internacional.

Entrevistado pela RTP, o professor natural de Penafiel explicou a essência do evento. “Este é um festival que engloba diversas variantes, desde os estágios e conferências, até aos concursos, masterclasses e concertos com grandes nomes da guitarra internacional, um hábito desde a primeira edição”.

Tito Silva sublinhou ainda a capacidade que o festival está a ter, de lançar a “semente” para o lançamento de novos talentos da guitarra nacional, a partir da dinâmica gerada pelo evento. “Para a comunidade guitarrística em geral, e as gerações mais novas em particular, Amarante começa a ser uma referência, tanto pelos concursos, em que podem participar desde crianças a seniores, em categorias específicas, e sem limite de idade, como pelos grandes nomes que vêm atuar. Em conjunto, estes dois fatores geram um envolvimento com a comunidade muito forte que, todos os anos, contribui para despertar um grande interesse, tanto dos amarantinos como dos demais interessados, relativamente ao que se vai passar nos dias do evento”, referiu, adiantando que a qualidade dos concursos tem sido tal, que alguns dos vencedores das edições passadas já venceram certames de nível internacional superior.

O duo de guitarras com Anabel Montesinos e Marco Tamayo, marcado para as 19 horas do próximo domingo nos Claustros da Câmara Municipal de Amarante, e a atuação de Judicael Perroy no dia 6 de julho, às 21 horas, no Centro Cultural de Amarante, são apontados pelo penafidelense como os concertos de maior referência no certame.