geral@penafielmagazine.pt

Notícias em Penafiel
 

MANUEL ALEGRE DESLUMBRADO COM ESCRITARIA

O escritor e poeta Manuel Alegre já percorreu as ruas de Penafiel onde foi recebido com muita simpatia e afeto e testemunhou a “contaminação” literária que preenche vários espaços públicos da cidade.

Manuel Alegre, o autor de língua portuguesa homenageado na edição deste ano do Festival Literário Escritaria, ficou bem impressionado com a dinâmica cultural desenvolvida nesta notável iniciativa cultural.

“Quero saudar os penafidelenses pelo contributo que têm dado à literatura e à cultura nacional. Aquilo que fazem é algo excecional. Todos os anos trazem os autores para a rua, levam-no junto das pessoas, tiram-no da estante e das livrarias e levam a sua obra para a rua”, referiu, elogiando a iniciativa do Município de Penafiel.

“O que fazem com a Escritaria em Penafiel é algo de verdadeiramente exemplar”, reconheceu.

Ao percorrer as ruas de Penafiel o poeta Manuel Alegre foi surpreendido por atores a declamar alguns poemas seus, viu paineis com citações e referências artísticas às suas obras, interagiu com as pessoas que circulavam nas ruas da cidade e autografou algumas caixas de literatura, com excertos de obras da sua autoria, que por estes dias são espalhadas nas ruas para que as pessoas possam levar para casa.

“Já tive reconhecimentos vários, mas isto é algo que palpita mais, que vai mais junto das pessoas”, realçou.

previous arrow
next arrow
Slider
fotos: Câmara Municipal de Penafiel

“Sinto-me muito honrado por ter sido convidado e ser durante uns dias um cidadão de Penafiel”, acrescentou.

Manuel Alegre, acompanhado do presidente da Câmara de Penafiel, Antonino de Sousa, descerrou, no Jardim dos Namorados, uma silhueta sua e a habitual frase que permanecerá, a exemplo dos diversos autores homenageados na Escritaria, em Penafiel.

“Mais do que homenageado, estou aqui a homenagear esta iniciativa e agradecer, porque é algo de muito significativo para os escritores portugueses e para a literatura portuguesa, que está esquecida”, comentou, insistindo que “todos estamos em dívida para com esta iniciativa”.

Durante os dias da Escritaria, a cidade transforma-se visualmente para quem a visita ou circula nas ruas, onde é impossível não “tropeçar” na obra e na vida do autor homenageado, com dezenas de iniciativas desde teatro, animação de rua, exposições, apresentação de livros, música e muito mais.

Depois de Urbano Tavares Rodrigues, José Saramago, Agustina Bessa-Luís, Mia Couto, António Lobo Antunes, Mário de Carvalho, Lídia Jorge, Mário Cláudio, Alice Vieira, Miguel Sousa Tavares, Pepetela, este ano é dedicado a um autor ligado ao universo da poesia, Manuel Alegre.

Até ao próximo domingo, dia 27 de outubro, pode desfrutar de mais uma edição da Escritaria, em Penafiel.