penafielmagazine@gmail.com

Notícias em Penafiel
 

POLÉMICA ENTRE CAETANO E O PAÇOS DE FERREIRA AGITOU FUTEBOL REGIONAL

Foi notícia de destaque no futebol regional e nacional, a divergência entre Caetano e o Paços de Ferreira, em torno de um alegado vínculo contratual assinado entre ambas as partes, no sentido do ingresso do jogador no plantel dos «castores», para a época 2019/20.

A polémica terá tido origem numa entrevista dada por Paulo Meneses, presidente do Paços de Ferreira, ao jornal O JOGO, em que fez o balanço do início de época da equipa pacense, neste seu regresso à Liga NOS. Questionado sobre se Caetano seria um nome falado para reforçar o ataque pacense, o presidente do Paços assumiu o interesse no jogador no começo da temporada mas que, segundo o próprio, não se materializou. “Não escondo que no início da época o seu nome foi ponderado, mas nunca houve qualquer contrato assinado e quem promove esse tipo de notícias só o pode fazer por má-fé. Embora tivesse sido equacionado em agosto, nunca tive qualquer compromisso assinado”, sublinhou.

A resposta do futebolista veio nas redes sociais. “Estou a passar o pior momento da minha carreira. Jamais pensei que o futebol ou alguns dos seus intervenientes me fizesse passar por isto. Mas a verdade é como o azeite e vem sempre ao de cima. Sinto-me triste e revoltado por estar sem fazer o que mais gosto desde maio, jogar futebol. No seu devido momento tudo será esclarecido. Obrigado aos adeptos do Paços de Ferreira pelo apoio que me tem dado, como sempre o fizeram. Sou e sempre serei apaixonado pelo Paços de Ferreira”, escreveu o extremo que, ainda na época passada, representou o Penafiel.

SINDICATO DESMENTE POSIÇÃO DO PAÇOS DE FERREIRA SOBRE CAETANO

Quem também reagiu às declarações de Paulo Meneses foi o Sindicato dos Jogadores que, num comunicado oficial, frisa a ideia de que o jogador se sente prejudicado pela atitude do clube desde a pré-época.

Eis, na íntegra, o comunicado do Sindicato dos Jogadores a propósito desta situação:

“Face às declarações públicas do presidente do Paços de Ferreira, a propósito do futebolista Caetano, invocando que “nunca houve qualquer contrato assinado” com o jogador, vem o Sindicato dos Jogadores, em defesa do seu associado, esclarecer e afirmar o seguinte:

1. O jogador Rui Caetano foi convidado pelo Paços de Ferreira, na pessoa do seu presidente, para regressar ao clube na época desportiva 2019/20.

2. Após negociação desenvolvida com os representantes do Paços de Ferreira, o jogador Rui Caetano assinou contrato de trabalho desportivo e confirmou o seu compromisso para com o clube, rejeitando todas as demais propostas que lhe foram apresentadas na pré-época 2019/20.

3. Durante mais de seis meses, o jogador Rui Caetano aguardou que a administração do Paços de Ferreira se dignasse a proceder à conclusão dos aspetos formais de celebração do contrato e enviá-lo para registo na Liga Portugal, bem como a indicação do dia e hora para integrar os trabalhos da equipa.

4. Semana após semana, numa absoluta falta de respeito, foi-lhe pedida paciência, pois iria ser jogador do Paços e começar a trabalhar logo que possível.

5. Face a incontáveis e sucessivas promessas, todas incumpridas, em absoluto desespero e com prejuízos pessoais e profissionais que vão muito para além do valor do contrato que foi negociado e firmado pelo jogador, vem agora o Paços de Ferreira, através do seu presidente, negar tudo o que resultou de meses de espera e, em especial, negar a existência do contrato de trabalho.

6. Face a esta situação, perante toda a prova existente e inequívoca, o Sindicato dos Jogadores irá apoiar o seu associado Rui Caetano a recorrer a todas as vias legais à sua disposição, exigindo o ressarcimento dos danos que lhe foram causados.

7. Por fim, o Sindicato dos Jogadores vem a pedido do associado Rui Caetano, deixar uma mensagem de agradecimentos aos sócios e simpatizantes do Paços de Ferreira, aquele que é o clube pelo qual é apaixonado e que muito orgulho lhe daria voltar a representar, pelo apoio incansável que tem sentido nas últimas semanas”.

DIREÇÃO DO PAÇOS FERREIRA NEGA ACUSAÇÕES

Face ao exposto pelo Sindicato, reagiu por sua vez a Direção do clube, num comunicado tornado público esta quarta-feira, na sua página oficial. Ei-lo na íntegra:

“A Direção do Futebol Clube de Paços de Ferreira SDUQ vem pelo presente, e na pessoa do seu Presidente, referido no comunicado do Sindicato dos Jogadores, comunicar o seguinte:

1. É completamente falso que o Presidente da Direção tivesse convidado o atleta Rui Caetano para celebrar qualquer contrato com o clube;

2. É completamente falso que o seu Presidente, ou a sua Direção, em momento algum, tenham negociado com o atleta quaisquer termos ou condições do contrato;

3. É completamente falso que o Futebol Clube de Paços de Ferreira tenha assumido através do seu Presidente, ou da sua Direção, qualquer vínculo que ligasse o atleta ao clube;

4. A Direção, e bem assim o seu Presidente, exigirão em sede própria a clarificação de tudo quanto o que alega, e bem assim, todas as inverdades que resultam do comunicado, cujos factos foram já perfeitamente clarificados entre as partes envolvidas em momento anterior à apresentada;

5. Julgava o Futebol Clube de Paços de Ferreira, e a sua Direção, que tudo estaria perfeitamente esclarecido com o atleta e o seu sindicato, e para tanto teve o cuidado de solicitar uma reunião à qual o sindicato não se dignou sequer responder;

6. Lamenta-se que o sindicato, numa tentativa de protagonismo, venha agora defender o indefensável ao invés de se preocupar com a defesa do interesse efetivo dos seus associados contra salários em atraso, contratos paralelos e outras situações para as quais deveria canalizar as suas atenções;

7. Todas as Direções do Futebol Clube de Paços de Ferreira estão, e estiveram, no futebol com sacrifício próprio das suas vidas pessoais e profissionais, sem quaisquer interesses que não seja a dignificação da instituição. E por essa razão, recusam aceitar quaisquer críticas que tenham a sua origem em pessoas, ou entidades, que contrariam estes princípios.

Em sede própria, e com a dignidade que nos deve merecer todo o bom nome do Futebol Clube de Paços de Ferreira, teremos com certeza a oportunidade de fazer valer a verdade dos factos aqui aduzidos.

Quanto à anunciada paixão pelo clube por parte do atleta, a direção do Futebol Clube de Paços de Ferreira, por respeito à sua ligação a esta instituição prefere, neste momento, não tecer quaisquer comentários mas que não deixarão de ser objeto de esclarecimento em momento oportuno”.

Créditos da foto: FC Penafiel