penafielmagazine@gmail.com

Notícias em Penafiel
 

CONCLUÍDA INTERVENÇÃO RESTAURO PONTE DO ARCO

As obras de conservação, salvaguarda e valorização da Ponte do Arco, da Rota do Românico, iniciadas no final de 2018, foram recentemente concluídas.

A intervenção neste Imóvel de Interesse Público, sobre o rio Ovelha na localidade de Folhada, no Marco de Canaveses, incluiu o desmonte parcial do arco, tabuleiro e encontros, bem como a reformulação do pavimento do tabuleiro, das guardas e dos muros. Uma intervenção promovida pela Rota do Românico e pelo Município de Marco de Canaveses, com o acompanhamento técnico da Direção Regional de Cultura do Norte e arqueológico da Escola Profissional de Arqueologia do Freixo, num investimento superior a 171 mil euros, cofinanciado em 90% pelo Turismo de Portugal e em 10% pelo Município do Marco, no âmbito da operação “Valorização Patrimonial da Rota do Românico”.

Unindo as margens do rio Ovelha, a Ponte do Arco faz jus ao nome. Composta por um único arco, ligeiramente apontado e de grandes dimensões, assume-se como uma imponente obra de arquitetura. O seu tabuleiro forma um cavalete, inspirando-se na construção das pontes góticas.

Os mestres pedreiros que a projetaram e conceberam, ergueram os seus alicerces em dois afloramentos das margens, formulando assim uma estrutura mais robusta e segura.

Talvez sem o desejarem, acabaram por criar um exemplo de vigor e equilíbrio. Esta harmonia só é perturbada quando se observa o intradorso da Ponte da margem esquerda, sendo possível notar o desfasamento dos silhares [pedras] de arranque, na margem direita, cuja posição foi interrompida para colocação do cimbre (estrutura em madeira que serve para o molde do arco).

Parte de uma rede municipal e paroquial de caminhos no antigo concelho de Gouveia, a Ponte do Arco representa bem o modelo de travessias locais que se disseminou ao longo da Época Moderna.