penafielmagazine@gmail.com

Notícias em Penafiel
 

CIM DO TÂMEGA E SOUSA DEBATE GESTÃO DO DESPORTO MUNICIPAL NO PÓS-COVID-19

No quadro da pandemia da doença COVID-19 foram estabelecidas medidas excecionais e temporárias na área do desporto que ditaram, entre outros, o encerramento de instalações e equipamentos desportivos municipais.

ASSINE AQUI

Com o levantamento progressivo das restrições têm sido definidas novas regras para a prática de atividade física e desportiva, mas permanecem dúvidas quanto aos impactos da COVID-19 no desporto em geral e no desporto municipal em particular.

Estas prendem-se, essencialmente, com os moldes em que acontecerá a reabertura das infraestruturas desportivas de utilização pública e as suas implicações na gestão do desporto municipal no período pós-COVID-19.

Ciente desta nova realidade, a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM do Tâmega e Sousa) vai dinamizar um ciclo de webinars, designado de “Munidesportivo – Desporto, municípios e período pós-crise”, com o objetivo de apoiar e esclarecer técnicos municipais e intermunicipais de desporto e profissionais da área da educação física e do desporto, treinadores, dirigentes, atletas e demais interessados sobre o futuro do desporto municipal através da partilha de experiências e boas práticas nas temáticas da gestão do desporto e da gestão de crise.

Este ciclo de webinars, que irá decorrer durante cinco dias, de 1 a 5 de junho, sempre às 11 horas, via plataforma Zoom, prevê cinco intervenções, uma por dia, cada uma orientada por um tema e apresentada por um especialista convidado, entre dirigentes públicos e privados, empresários, consultores e investigadores científicos ligados à área desportiva.

A participação nos webinars é gratuita, mas sujeita a inscrição prévia e com número limite de participantes. Os interessados deverão formalizar a sua inscrição através de formulário eletrónico, disponível no sítio da internet da CIM do Tâmega e Sousa, acessível em www.cimtamegaesousa.pt.

 

 

Munidesportivo – Desporto, municípios e período pós-crise

PROGRAMA

 

1 de junho de 2020, 11h00

Modus operandi das instalações desportivas municipais no período pós-crise

Paulo Queirós, Chefe de Divisão de Gestão de Equipamentos Desportivos da Câmara Municipal da Maia

São várias as instalações e espaços desportivos municipais que estão a preparar a reabertura ao público em geral. No entanto, várias dúvidas se colocam, tais como: quais as preocupações e cuidados a ter na reabertura das instalações desportivas?; a utilização dos espaços desportivos deve ser aberta ao público em geral ou somente ao desporto competitivo?; a prática de desportos coletivos e de desportos individuais deve ser autorizada nas mesmas medidas e seguindo os mesmos modos de utilização?

Neste painel procurar-se-á responder a estas e outras questões, contando, para isso, com um dos maiores especialistas nacionais da gestão de instalações desportivas públicas.

 

2 de junho de 2020, 11h00

O papel dos municípios no auxílio aos clubes e associações desportivas depois da COVID-19

Pedro Sarmento, Presidente do Académico Futebol Clube

Na sequência da pandemia de COVID-19 várias empresas, dos mais diversos setores da atividade, tiveram de suspender as suas atividades, vivendo um momento particularmente difícil no que se refere à sua sobrevivência. Os clubes e entidades desportivas, não sendo exceção à regra, também se têm deparado com dificuldades.

Neste painel pretende-se compreender o estado atual dos clubes e que medidas irão estes tomar no reinício da sua atividade, assim como perceber que medidas devem os municípios e as entidades públicas adotar, de forma a serem parceiros eficazes e assertivos, auxiliando-os na retoma das diferentes iniciativas e atividades desportivas.

 

3 de junho de 2020, 11h00

Políticas e estratégias desportivas depois da COVID-19

Juan Murua, Consultor Desportivo

Nunca antes como agora a sociedade teve que lidar com problemas e dificuldades tão diversos. Assim, num tempo que se apresenta tão instável e mutável para entidades e empresas no geral e para entidades públicas em particular, pretende-se compreender a forma como deve o desporto ser liderado e visionado e quais as estratégias e medidas a implementar pelos municípios e entidades públicas no que se refere ao desporto, de forma a ir ao encontro não das necessidades atuais das pessoas e populações, mas dos futuros interesses da sociedade.

Neste painel pretende-se fornecer algumas ferramentas e ideias que os especialistas e técnicos das diversas entidades públicas podem vir a implementar, a médio e longo prazo, de forma a pensarem no futuro da sociedade na área do desporto.

 

4 de junho de 2020, 11h00

Os eventos desportivos na via pública depois da COVID-19

Paulo Costa, Diretor-Geral da GlobalSport Portugal

Nos últimos anos temos assistido a um boom de eventos desportivos por todo o território nacional, tornando-se o desporto um setor cada vez mais importante para a economia local e nacional. No entanto, tal como outros setores, este viu-se privado de realizar eventos das mais diversas dimensões, representando um impacto de milhões de euros. Espera-se que, com a retoma da economia, este setor possa iniciar a sua atividade, mas são várias as dúvidas quanto ao futuro.

Neste painel pretende-se compreender os moldes como este setor se irá levantar no pós-crise, quais as precauções e medidas a tomar, qual a dimensão e tipologia dos eventos a serem realizados e de que forma se irão realizar.

 

5 de junho de 2020, 11h00

O impacto e os riscos da COVID-19 para os atletas e para o desporto

Pedro Ferreira, Investigador do Instituto de Investigação em Ciências da Vida e Saúde (ICVS/3 B’s) da Universidade do Minho

Desde que foi determinado o fim do estado de emergência que várias entidades ligadas às diversas modalidades desportivas têm vindo a tomar uma posição relativamente à continuidade ou não das suas competições nacionais. No entanto, muito pouco se sabe sobre o verdadeiro risco de propagação do novo coronavírus junto de atletas ou praticantes desportivos, mesmo que o senso comum nos diga que, possivelmente, os desportos de contacto deverão ter mais risco associado que os desportos sem contato.

Pretende-se com este painel conhecer a posição da ciência sobre as mais recentes tomadas de decisão das federações desportivas, compreender quais as atividades que apresentam maior e menor risco de propagação e que medidas os municípios podem prever com o início dos treinos e competições e com a procura da prática desportiva nas instalações desportivas municipais.