penafielmagazine@gmail.com

Notícias em Penafiel
 

O DESABAFO DE JOAQUIM SILVA QUE REFLETE A ANGÚSTIA DE UMA MODALIDADE

“Vocês estão a mitigar uma modalidade que já vos deu tanto, e vocês a ela”.
É este o desabafo do conhecido «craque» penafidelense do ciclismo português, Joaquim Silva, num contexto de grande crise na modalidade, que recentemente se refletiu no adiamento, sem data definida, da Volta a Portugal em Bicicleta.
O comunicado da Federação Portuguesa de Ciclismo (UVP-FPC), datado do último dia 25 de junho, dá conta de “manifestações públicas e particulares de não autorização da passagem e permanência da Volta a Portugal em Bicicleta por diversos municípios integrantes do percurso da prova”, pelo que a federação, em conjunto com a Podium, “concluíram que não se encontram reunidas, por ora, as condições necessárias para a realização da 82ª Volta a Portugal Santander no mês de agosto”.
Em reação a este cenário, a resposta do ciclista de Cabeça Santa não poderia ser mais explícita. “Penso, legitimamente, em câmaras municipais com muitas possibilidades de acolher uma partida ou uma chegada da Volta a Portugal, e o recusaram. Dizem os senhores autarcas que, por segurança das pessoas, não nos querem lá. A verdade é que, por momentos, podemos mudar o dia daquelas pessoas nem que seja por segundos ou minutos. A rotina é quebrada, e trazemos mais movimento, mais economia. Trazemos mais felicidade e alegria para todos. Trazemos uma recordação. E tudo isto em segurança! E sendo esse o medo dos senhores autarcas, é um medo muito mal justificado, na minha opinião”.

“Não sendo muito destas lamechices, queria deixar o meu desabafo, a minha opinião sobre o assunto, e as pessoas em questão que reflitam, porque estão a mitigar uma modalidade que já vos deu tanto e vocês a ela. Todos estamos a passar um momento muito difícil nas nossas vidas, é claro que uns mais que os outros, mas não é hora de voltarmos as costas uns aos outros, é hora de enfrentar esta pandemia. Existem vários setores da nossa economia que precisam de uma alavanca, o nosso é um deles. Não tirem a pedra debaixo da alavanca, porque vocês sabem que nós vamos estar em segurança máxima e o risco é mínimo. Se queremos viver depois do vírus temos de aprender a viver com o vírus”.

Apesar do adiamento da Volta a Portugal, Joaquim Silva está na lista de inscritos da Miranda-Mortágua para a Prova de Reabertura, a realizar no próximo domingo, em Sangalhos, Anadia, que será disputada por um leque de corredores de primeiro plano, juntando grande parte das estrelas do pelotão nacional e alguns emigrantes de luxo do ciclismo português. A corrida é pontuável para a Taça de Portugal Jogos Santa Casa.