penafielmagazine@gmail.com

Notícias em Penafiel
 

PENAFIDELENSES DESTACAM-SE NO CAMPEOTANO NACIONAL DE CICLISMO

O paraciclista da ADRAP – Ases de Penafiel, Manuel Ferreira, é o novo campeão nacional de contrarrelógio na categoria C5, uma das categorias com maior número de participantes.

PARTICIPE! EXPLORE PENAFIEL E GANHE PRÉMIOS. SAIBA MAIS AQUI

No âmbito dos Campeonatos Nacionais de Ciclismo de Estrada, que decorreram em Paredes, o «craque» da formação penafidelense terminou os 12,5 km de prova com um tempo de 21 minutos e 36 segundos, a mais de três minutos e meio do segundo classificado, numa prestação de enorme categoria.

No último dia de competição foi com um excelente terceiro lugar final que o penafidelense Francisco Campos (W52/FC Porto) assinalou com «chave de ouro» a sua presença na prova de fundo da classe Elite, do Campeonato Nacional de Estrada de ciclismo.

Num certame em que a elite nacional da modalidade percorreu os 165 kms de uma prova com início e conclusão em Paredes, o «craque» formado na ADRAP – Ases de Penafiel exibiu-se a um nível tremendo, e ficou apenas a 28 segundos do novo campeão nacional Rui Costa (UAE Team Emirates), que arrecadou o título numa disputa extraordinária com o portista Daniel Mestre.

Destaque ainda para a participação do ciclista penafidelense Joaquim Silva (Miranda-Mortágua), que terminou o contrarrelógio na categoria de elite com o 14ª tempo, numa prova que consagrou Ivo Oliveira (UAE Team Emirates).

O Campeonato Nacional de Ciclismo em Estrada decorreu, no fim-de-semana, em Paredes, e culminou com uma emocionante etapa de fundo, na categoria de elite, com início e final junto às instalações da Majorfe, em Gandra, numa prova marcada por uma intensa luta tática entre as principais equipas, que envolveram os respetivos chefes-de-fila nas movimentações principais, desde muito cedo.

Foi a cerca de 80 quilómetros da meta que alguns dos principais candidatos ao triunfo começaram a juntar-se em cabeça de corrida, num grupo que foi ganhando elementos até ficarem 14 corredores na dianteira.

Na última volta, a pouco mais de 5 quilómetros da meta, Rui Costa desferiu um ataque. Apenas Daniel Mestre conseguiu responder. Os dois mantiveram-se unidos até ao final, oferecendo um excelente espectáculo na reta da meta, uma subida exigente.

Rui Costa foi o vencedor, com 4h04m05s (média de 40,700 km/h), com poucos centímetros de vantagem sobre Daniel Mestre. O penafidelense Francisco Campos (W52-FC Porto), que estivera em fuga solitária, em trabalho para a equipa, ainda teve forças para fechar o pódio, a 28 segundos dos dois primeiros.

“Correr em Portugal não é fácil, apesar de virmos com muito mais ritmo competitivo. Foi uma prova muito bem disputada, sempre num ritmo alto. Vi que o Daniel Mestre estava forte logo no momento em que nos unimos ao grupo da frente. Quando ataquei, o Daniel veio comigo e ficámos juntos até ao fim. Voltar a correr além fronteiras com a camisola de campeão nacional é muito importante e um grande orgulho”, afirmou Rui Costa.

Ivo Oliveira (UAE Team Emirates) conquistou, em Paredes, o título nacional de contrarrelógio na categoria de elite. Guilherme Mota (Kelly/InOutBuild/UDO) sagrou-se campeão nacional de sub-23, numa competição que coroou ainda dez paraciclistas.