Slider

Associação Bota Fumo reúne “o maior espólio” nacional de motorizadas 50cc

Os Bota Fumo Associação, com sede em Guilhufe, são o grupo de motorizadas “50 centímetros cúbicos” (50cc) com 130 associados e que reúne “o maior espólio” deste tipo de viaturas a nível nacional, segundo a direção da associação.

 

Fundada em 2004, de forma informal, por três amigos penafidelenses entusiastas das motorizadas 50cc, os Bota Fumo tornaram-se uma associação em novembro de 2020.

A coletividade dedica-se a apoiar os sócios no restauro e conservação das motorizadas e a proporcionar-lhes convívio social.

Jorge Leal, presidente da direção dos Bota Fumo, referiu ao Penafiel Magazine que a missão da associação é “salvaguardar o património das motorizadas 50cc”.

“As motorizadas 50cc marcaram as gerações dos nossos avós e dos nossos pais. Acho que aqui na zona de Penafiel e concelhos vizinhos, não havia casa onde não houvesse uma ou duas motas. Isto já não é de agora. Já vem das décadas de 60, 70 e 80. É um gosto que atravessou gerações”, explicou.

“Se nós não fizéssemos este trabalho, daqui a 20 ou 30 anos, a geração futura não tinha conhecimento disto. E é engraçado já vermos, agora, miúdos com 15 anos com uma Casal Boss”, acrescentou.

 

 

 

Associação dinamiza várias atividades de divulgação das motorizadas 50cc

Ao longo dos 17 anos de existência, os Bota Fumo têm tido um papel ativo na organização de atividades de divulgação e conservação das motorizadas 50cc.

Além da organização de passeios anuais nas “relíquias” de duas rodas, a associação penafidelense “orgulha-se” de ter “ajudado a bater o record do Guiness Português”, num encontro nacional realizado em 2009, em Fátima.

“Nós ajudamos para que isso fosse possível. Ajudamos a dinamizar aquilo, porque somos um dos primeiros grupos amantes de motorizadas 50cc a nível nacional”, argumenta Jorge Leal.

Apesar de considerarem que “não dizem nada” ao cidadão comum, os membros dos Bota Fumo não têm dúvidas que junto dos aficionados deste tipo de viaturas de duas rodas “toda a gente os conhece”.

“No meio das motorizadas 50cc de Norte a Sul de Portugal, se falarem nos Bota Fumo a qualquer entusiasta, não há quem não nos conheça”, refere o líder da associação, acrescentando:

“Servimos de exemplo para muitas outros grupos. Na nossa terra existem outros grupos que vêm beber um bocadinho aos Bota Fumo e tudo o que nós sabemos partilhamos, porque todos trabalhamos para o mesmo fim”.

 

Bota Fumo Associação têm nova sede

Os Bota Fumo Associação funcionam, desde 2006, no lugar da Póvoa, freguesia de Guilhufe e Urrô.

Durante 11 anos ocuparam umas instalações emprestadas por um particular, mas a 06 de junho mudaram-se para uma nova sede, localizada a cerca de 100 metros da anterior, junto à Capela daquela localidade.

O espaço com cerca de 1.500 metros quadrados, que pertence a um particular, foi requalificado.

As obras foram realizadas pela Junta de freguesia de Guilhufe e Urrô e Câmara Municipal de Penafiel.

“A câmara e a junta forneceram os materiais e nós fornecemos a mão de obra”, refere Jorge Leal, acrescentando:

“O nosso grande desafio era a construção desta nova sede. Está vencido”.

“Este é mais contemporâneo, mais amplo e mais adequado aquilo que é a atividade da associação. Pelo facto de estar localizado mais junto à estrada, tem outra exposição e nós achámos que isso irá trazer-nos outra dinâmica”, referiu.

 

 

 

Bota Fumo querem fazer viagem entre Penafiel e Funchal em motorizadas

No futuro, os Bota Fumo Associação dizem que “há vários projetos que querem dar continuidade e concretizar”.

Depois de impedidos de realizar algumas atividades em 2020 devido à pandemia da covid-19, os Bota Fumo têm prevista uma viagem entre Penafiel e Funchal em motorizada.

“Queremos fazer uma viagem entre Penafiel e o Funchal de motorizadas. Temos na Ilha da Madeira um clube que é clone dos Bota Fumo. Nasceu por nossa causa e também reúne umas centenas de motorizadas. Queremos fazer um intercambio de experiências com eles”, avançou o dirigente.