Slider

Autárquicas: Costa promete não esquecer Penafiel e diz que IC35 vai ser uma realidade

O secretário-geral do PS, António Costa, prometeu hoje a uma apoiante de “quase 80 anos” não se esquecer de Penafiel, indicando que o IC35 vai ser uma realidade.

 

O líder socialista passou pela segunda cidade mais antiga do distrito do Porto para apoiar o candidato à autarquia local, Paulo Araújo Correia, onde ouviu uma idosa dizer que “sofre por Penafiel” e “ama tanto Penafiel”.

“Senhor primeiro-ministro, não se esqueça de Penafiel”, disse a mulher, chorando.

Costa estava sentado à mesa de uma esplanada da cidade, a dezenas de metros do edifício da autarquia que foge ao PS há 20 anos. E até falou com o ex-presidente da câmara socialista, Agostinho Gonçalves.

FOTO: Armindo Mendes

O líder do PS olhou para a apoiante, que saudou, e lembrou que a obra da ligação da sede do concelho a Rans, conhecida como IC35, prometida há décadas por sucessivos governos, vai já avançar e que o resto da ligação, até Entre-os-Rios, tem garantida verba no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

“A partir de domingo Penafiel vai ficar ainda melhor”, disse, numa alusão ao desejo de mudança entoado com palavras de ordem pelos militantes.

Costa foi recebido na cidade por centenas de pessoas, em ambiente de campanha, num concelho liderado por uma coligação PSD/CDS, onde o presidente da câmara, o social-democrata Antonino Sousa, que se recandidata a um terceiro e último mandato.

O líder socialista falou com Vitorino Silva, conhecido como Tino de Rans, ex-candidato presidencial, natural daquele concelho, e líder do partido RIR, que se coligou com o PS nestas autárquicas em Penafiel.

Vitorino Silva disse a Costa estar confiante na vitória, afirmando que a partir de domingo, com a liderança de Paulo Araújo Correia, “Penafiel vai viver em liberdade e todos serão tratados por igual”.

“Em Penafiel vamos ter a liberdade toda, nem mais, nem menos”, prometeu o líder do RIR

O ex-candidato presidencial ofereceu ao secretário-geral socialista um exemplar do seu quinto livro e primeiro romance intitulado “A… Corda para a Vida”, uma homenagem, disse, aos seus pais.

FOTO: Armindo Mendes

Costa também assinou o livro de honra da confeitaria Alvorada, uma das mais antigas da cidade, onde tomou café, acompanhado de José Luís Carneiro, secretário-geral adjunto do PS e Manuel Pizarro, líder da distrital do Porto, além do candidato.

No livro, o líder socialista notou, com um grande sorriso, a assinatura do socialista Manuel Alegre, quando o poeta foi homenageado em 2009, no festival literário Escritaria.

 

Paulo Araújo Correia orgulhoso por ter Costa a apoiar a sua candidatura

O candidato Paulo Araújo Correia disse à Lusa ser uma “honra, um orgulho e um privilégio” ter António Costa a apoiar a sua candidatura.

“É também um desejo de mudança. Nós temos de mudar a página da governação da direita em Penafiel, para se viver melhor em Penafiel”, acrescentou.

 

APM // ACL

Lusa/fim