Slider

Autárquicas: Penafiel Unido critica governação PSD/CDS dos últimos 20 anos e promete mudar o concelho

O líder da coligação Penafiel Unido (PS e RIR), Paulo Araújo Correia, criticou, na quarta-feira, a governação PSD/CDS-PP pelo trabalho ao longo dos últimos 20 anos na liderança da Câmara de Penafiel e garantiu que se o seu projeto político for eleito vai provar que “é possível viver melhor no concelho”.

 

As acusações e promessas do candidato socialista foram feitas durante o primeiro comício do período oficial de campanha eleitoral, em Paço de Sousa.

No largo do Mosteiro, sob o olhar de centenas de apoiantes munidos de bandeiras do Partido Socialista e da coligação Penafiel Unido, Paulo Araújo Correia começou por referir o “orgulho de estar numa terra que é um bastião do Partido Socialista e que durante anos deu enormes vitórias ao PS”.

“Uma terra que deu autarcas de excelência que ainda hoje são uma referência, não apenas em Paço de Sousa, mas também no concelho de Penafiel, naquela que é uma governação socialista”, referiu.
O líder da coligação Penafiel Unido apontou os “vários défices de liberdade” que a freguesia de Paço de Sousa tem e apontou responsabilidades à coligação Penafiel Quer (PSD/CDS-PPP).

“Começaria, desde logo pela habitação”, indicou Paulo Araújo Correia, argumentando que “é hoje virtualmente impossível arrendar uma casa em Penafiel”, porque “os preços entre um T2 e um T0 variam entre os 500, 600 e 700 euros”, lembrou.

 

 

O líder da candidatura Penafiel Unido disse que a Estratégia Local de Habitação “é uma oportunidade extraordinária” de resolver o problema da habitação em Penafiel. Lamentou, contudo, que o atual executivo municipal só tenha conseguido 20 milhões de euros para a implementação do programa e que não “respeite” as freguesias de igual forma.

Na área do ambiente, Paulo Araújo Correia disse que “há um enorme défice de liberdade”.

“Como é possível vocês serem contemplados com uma ETAR e haver hoje 50% das pessoas desta enorme vila que continua sem acesso a saneamento básico?”, questionou.

“Mas eles estão há 20 anos no poder e em 20 anos era certamente possível ter feito muito mais por Paço de Sousa. Era certamente possível honrar a sua palavra”, observou Paulo Araújo Correia.

Nesta matéria, o candidato da coligação Penafiel Unido deixou a garantia de que se a sua equipa, a partir do dia 26 de setembro, estiver na liderança da Câmara de Penafiel “toda a gente terá acesso a saneamento básico na vila”.

 

 

O tema da mobilidade foi o terceiro tema abordado pela coligação Penafiel Unido para prosseguir com acusações à governação PSD/CDS-PP. A criação de emprego qualificado também foi comentada por Paulo Araújo Correia falou.

“Nós estamos a perder população e isso acontece porque não temos acesso habitação e emprego qualificado”, indicou

“Realizar a nossa arte, realizar a nossa ciência, na nossa terra, na terra que nos viu nascer, não tendo que emigrar, não tendo que ir para concelhos vizinhos, não tendo que nos separar dos nossos familiares, é um direito que tem que ser respeitado”, disse o líder da coligação.

Paulo Araújo Correia terminou o discurso com um apelo à população para que “acredite que é possível viver melhor em Penafiel”.