Slider

ENTREVISTA / VÍDEO com o escritor Alberto Santos na aldeia de Quintandona

FOTO: Armindo Mendes

Alberto Santos é autor de livros que resultam de um “olhar atento e curioso na observação da nossa vida e das pessoas”. Depois de seis livros, todos romances, num percurso literário iniciado em 2008 com “A Escrava de Córdova”, o sétimo romance está “em processo de gestação”, sendo que o principal obstáculo para a sua conclusão tem sido a falta do “tempo da escrita, que não pode ser o tempo do resto do quotidiano”.

 


 

Os romances de Alberto Santos resultam de um “processo criativo que implica sempre um desligamento do meu habitat habitual”, ele que é um criador de histórias, com raízes na dúvida e na inquietação, onde sobressaem a investigação e a forma de contar, com a “possibilidade de se tornarem filmes de época, de grandes produções”.

FOTO: Armindo Mendes

Retalhos da conversa com Alberto Santos, no adro da aldeia “mágica” de Quintandona, reabilitada durante o período em que exerceu o cargo de presidente da Câmara Municipal de Penafiel.

FOTO: Armindo Mendes

A aldeia de Quintandona, com origens que remontam aos primórdios da nacionalidade portuguesa, é atualmente o resultado de “um milagre” nascido “num pote mágico da improbabilidade”, da surpreendente descoberta realizada no início dos mandatos executivos, de um lugar que estava abandonado, desligado da freguesia e parado no tempo, e que encantou o então servidor público “em missão”.

O vídeo da entrevista conduzida por Hélder Quintela e que resulta do trabalho de uma vasta equipa pode ser visualizado a partir das 12:30, de quarta-feira, nas nossas plataformas digitais, nomeadamente no canal do Youtube do Tâmegasousa.pt e na página do Penafiel Magazine, na rede social Facebook.