Slider

“ESTÁ SERÁ UMA PÁSCOA VIVIDA NA INTIMIDADE DA FAMÍLIA” – D. VITORINO SOARES

O Bispo Auxiliar do Porto, D. Vitorino Soares, natural de Luzim, Penafiel, exortou todos a viver esta Semana Santa, o tríduo pascal e o dia de Páscoa “na intimidade da família”.

O Bispo Auxiliar do Porto, que também é reitor do Seminário Maior da Diocese, apelou à fraternidade neste tempo, acentuando a paixão de Cristo na homilia deste Domingo de Ramos, numa celebração transmitida através das redes sociais na Igreja de S. Lourenço.

“Vivamos esta Páscoa mais próximos uns dos outros”, acentuou D. Vitorino Soares, asseverando que, nesta situação de sofrimento que vivemos, Jesus vai-nos ajudar a superar a “tristeza” e a “solidão”.

“Acompanhemos Jesus na sombra da sua Cruz para que, com Ele, possamos participar na vida nova da ressurreição”, afirmou. Vitorino, comentando o Evangelho do Domingo de Ramos, que lembra a entrada triunfal de Cristo em Jerusalém, ressalvou que esse facto “não se trata de uma ficção, mas uma realidade”.

“Uma realidade que é uma pessoa, é Jesus Cristo”, anotou, convidando todos a viver esta realidade durante a Semana Santa que ecoa na manhã da ressurreição em dia de Páscoa.

Na celebração, D. Vitorino Soares lembrou ainda o lema do Dia Mundial da Juventude neste ano de 2020, celebrado no Domingo de Ramos: ”Jovem, eu digo-te, levanta-te”.

“Acompanhemos Jesus na sombra da sua Cruz para que, com Ele, possamos participar na vida nova da ressurreição”

O Bispo Auxiliar do Porto comentou que esta citação bíblica, apresentado pelo Papa Francisco, é um gesto de ressurreição, um sinal de início de “uma vida nova”.

“Constitui um estímulo para os jovens neste dia que lhes é dedicado, mas para todos nós, pois aquele jovem anónimo do Evangelho pode ser “qualquer um de nós”, afiançou.

A Igreja de S. Lourenço (dos Grilos), no Seminário Maior do Porto, acolhe nesta Páscoa especial, marcada pelo estado de emergência devido ao coronavírus, as celebrações da Semana Santa do Bispo do Porto. Um modo concreto de dar continuidade à partilha que os seminaristas e seus educadores têm feito, desde o início da crise, através de transmissões diárias em direto no facebook da diocese do Porto.