Slider

João Rodrigues acerta renovação de contrato com Nun’Álvares (C/ÁUDIO)

João Rodrigues vai permanecer ao comando técnico do Nun’Álvares na próxima temporada. O treinador, de 34 anos, e o clube do concelho de Paredes acertaram a renovação de contrato até ao final da época 2021/2022.

 

João Rodrigues considera que acordo surge no sentido de “acautelar e preparar o futuro com calma”.

“Foi com muito agrado, e até com alguma surpresa, que recebi o convite, porque não estou habituado a que as coisas sejam resolvidas tão atempadamente. E depois, tudo o que me foi apresentado vai de encontro às minhas ideias, enquanto treinador. É um bom projeto desportivo, com bons alicerces para o futuro, com possibilidade de continuação de sucesso desportivo e com excelentes condições de trabalho”, esclarece.

 

 

O técnico assume ainda que a renovação é a consequência dos bons resultados alcançados pela equipa até ao momento da paralisação do campeonato, no passado mês de janeiro. Antes da paragem, o Nun’Álvares liderava a série 2 da Divisão de Honra da Associação de Futebol do Porto (AFP), com 30 pontos amealhados em 13 jogos.

“Estamos muito contentes com todo o nosso trajeto. Enquanto o campeonato decorreu, acho que estivemos bem e fizemos um grande trabalho”, vincou.

O regresso das provas da associação portuense está agendado para o fim de semana de 8 e 9 de maio, sob um novo formato competitivo. O Nun’Álvares vai disputar a fase de acesso à Divisão de Elite, tendo ficado inserido na série 3, juntamente com Custóias, Castêlo Maia e Caíde de Rei.

A formação paredense vai iniciar a competição com 30 pontos, enquanto o conjunto de Matosinhos partirá com 25, os maiatos com 21 e o emblema de Lousada com apenas nove.

João Rodrigues admite que a vantagem para a concorrência “é confortável”, mas adverte que a equipa terá de “trabalhar, ganhar jogos e ser competente” para assegurar a qualificação para a fase a eliminar.

 

 

“As duas primeiras jornadas da fase de grupos vão ser importantes. Se o Nun’Álvares vencer os dois primeiros jogos, dificilmente não passaremos às eliminatórias. Se, por algum motivo, claudicarmos nessas primeiras jornadas, podemos complicar a nossa vida. Agora, tenho de assumir que, face à diferença pontual para os nossos adversários, o Nun’Álvares é candidato a passar o grupo”.

No que diz respeito à segunda fase da competição, que será disputada por sistema de eliminatórias, com jogos apenas a uma mão, em campo neutro, o treinador do emblema de Recarei teme que “um dia mau” possa arruinar o planeamento de toda uma temporada.

“Apenas um jogo penaliza sempre quem durante a época foi mais competente. Um dia mau pode, efetivamente, deitar tudo a perder e, por uma derrota, não conquistar o seu objetivo. Aqui, a velha máxima do jogo a jogo nunca fez tanto sentido. Mas sabemos ao que vamos, temos de ser extremamente competentes e ter apenas um pensamento, o da vitória”, sublinha.

 

 

Independentemente do que o Nun’Álvares venha a conseguir até ao final da presente temporada, João Rodrigues tem garantida a continuidade ao leme do clube de Recarei pela segunda época consecutiva. Anteriormente, o treinador orientou clubes como Lousada, Gens e Ataense.