Slider

Ministro destaca “vontade das comunidades educativas voltarem às escolas”

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, destacou hoje, em Felgueiras, distrito do Porto, “a grande vontade das comunidades escolares voltarem fisicamente às escolas, após a interrupção letiva de Natal”.

 

“O balanço é muito positivo, há uma enorme vontade das comunidades escolares voltarem fisicamente às escolas, depois desta interrupção letiva de Natal e com esta semana de contenção”, afirmou aos jornalistas.

O governante assinalou hoje o recomeço do ano letivo, na Escola Básica e Secundária de Idães, concelho de Felgueiras, no distrito do Porto, o primeiro estabelecimento de ensino do país a encerrar, no dia 07 de março do ano passado, quando surgiram os primeiros casos de covid-19 na região de Felgueiras e Lousada.

“Para mim. é muito significativo poder estar aqui nesta freguesia de Idães, do concelho de Felgueiras. Se bem se recordam, foi uma das primeiras escolas, mesmo antes daquele dia 12 de março, em que se decretou o fecho de escolas, no dia 16 de março de 2020. No fim de semana anterior houve um surto aqui, havia alguns casos, havia um desconhecimento muito grande relativamente à covid-19, que era nova no país”, recordou hoje, acompanhado pelo presidente da Câmara de Felgueiras, Nuno Fonseca, e pelos diretores do estabelecimento.

Tiago Brandão Rodrigues recordou os primeiros dias da covid-19 em Portugal, referindo ser “muito importante ver o exemplo de Felgueiras, de Idães e de algumas escolas desta região do Sousa e Tâmega”.

“É importante hoje estarmos aqui a representar as comunidades educativas de todo o país”, reforçou, precisando que hoje regressaram à escola “mais de um milhão de alunos, desde o jardim-de-infância até ao 12.º ano, e também no ensino superior”.

“Isso é muito importante”, concluiu.