Slider

MISERICÓRDIA AMARANTE QUER AUMENTAR CUIDADOS CONTINUADOS NO ANTIGO HOSPITAL

A Santa Casa da Misericórdia de Amarante pretende instalar mais 58 camas nas instalações do antigo Hospital de S. Gonçalo, no centro da cidade, aumentando a capacidade de cuidados continuados que aquela instituição tem disponível num edifício, construído de raiz, em terrenos contíguos aquele antigo edifício hospitalar.

O provedor da Misericórdia de Amarante, José Silveira, adiantou que “já existe um projeto aprovado pela Câmara de Amarante e também já fizemos uma consulta ao mercado, num investimento de aproximadamente 7 milhões de euros”.

O projeto contemplará a instalação de 58 camas, adaptando os dois pisos superiores do antigo hospital para reforço da resposta daquela instituição nos cuidados continuados. Quanto ao rés-do-chão o provedor da Misericórdia de Amarante referiu que ainda não tem destino definido.

Questionado quanto ao tipo de competência, José Silveira, comentou que terá que ser articulado com o Ministério da Saúde o tipo de respostas nos cuidados de média ou longa duração, admitindo mesmo a possibilidade de cuidados paliativos.

“Há uma falta muito grande em Amarante dos cuidados paliativos”, admitiu José Silveira.

“Temos que ir de acordo com as necessidades, em termos de equipamento e serviços não haverá diferenças ao que já disponibilizamos, depois será de acordo com as necessidades e correspondendo às indicações do Ministério da Saúde, que tutela e comparticipa este tipo de respostas”, acrescentou, referindo que o investimento será assegurado na totalidade por recursos financeiros próprios da Misericórdia de Amarante.

Atualmente a Unidade de Cuidados Continuados da Santa Casa da Misericórdia de Amarante tem capacidade para 65 camas de cuidados continuados de longa duração. É um equipamento que procura dar uma resposta de proximidade aos diferentes grupos de pessoas em situação de dependência e aos diferentes momentos e circunstancias da própria evolução das doenças e situações sociais.

 

MISERICÓRDIA TEM PRONTA CLÍNICA HEMODIÁLISE

 

A Santa Casa da Misericórdia de Amarante tem pronta para entrar em funcionamento uma Clínica de Hemodiálise, depois de concluídas as obras no edifício das consultas externas do antigo Hospital de Amarante, anunciou o provedor José Silveira.

A nova Clínica de Hemodiálise terá capacidade para 20 postos tratamento e será uma resposta de proximidade para utentes do concelho de Amarante e concelhos limítrofes.

 

ANTIGO HOSPITAL AMARANTE COM 44 CAMAS DE RETAGUARDA COVID-19

 

A Câmara Municipal e a Santa Casa da Misericórdia de Amarante adaptaram dois espaços no Antigo Hospital de Amarante para receber doentes Covid-19, funcionando como retaguarda para as IPSS com resposta de Lar ou Estrutura Residencial para Idosos (ERPI). Um dos espaços na antiga ala da obstetrícia e outro no edifício dos antigos serviços administrativos do hospital.

Antecipando o agravamento da situação e de forma a prevenir o contágio entre a população mais sensível ao Covid-19, a autarquia de Amarante uniu esforços com a Santa Casa da Misericórdia e, nas últimas semanas, tomou a iniciativa de criar estas duas alas com 44 camas.

Para o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Amarante, José Silveira, a disponibilização do espaço antigo hospital para esta resposta de retaguarda resultou de uma excelente colaboração entre o município e a Misericórdia, lamentando a “resposta negativa” ao apoio que solicitaram ao Centro Hospitalar Tâmega e Sousa e Agrupamento Centros Saúde Baixo Tâmega (ACES).