Slider

Nun’Álvares festeja centenário com vitória na Taça ante rival Sobrado [C/ÁUDIO]

A comemorar 100 anos de existência, o SC Nun’Álvares festejou a dobrar, no passado domingo, com a passagem à quarta eliminatória da Taça da Associação de Futebol do Porto (AFP).

 

A equipa de Recarei, a militar na Divisão Honra, afastou o rival e vizinho Sobrado, da Divisão de Elite, no jogo em atraso da terceira ronda da competição (1-0). Apolónio, ainda na primeira parte, apontou o tento solitário do encontro, na sequência de um pontapé de canto.

O técnico Pedro Pontes não disfarçou a satisfação pela vitória, que considerou ter sido “uma bela prenda” para o clube do concelho de Paredes, que assinalava o centenário da sua fundação.

“Foi um jogo muito intenso, com muita gente a assistir, frente a um Sobrado que não é um adversário qualquer. O jogo foi muito dividido e foi decidido com um golo de bola parada. Marcamos na primeira parte, através de um canto. A segunda parte também foi equilibrada e mesmo no final, já depois do minuto noventa, o nosso guarda-redes defendeu uma grande penalidade. Foi um resultado difícil, mas saboroso”, reconheceu.

O Nun’Álvares atravessa a melhor fase da temporada. Nos últimos seis jogos, amealhou quatro vitórias e dois empates. Desde que Pedro Pontes assumiu o comando da equipa, no final de novembro, o emblema paredense averbou apenas uma derrota.

“Quando viemos para cá, os três primeiros resultados não foram positivos. Tivemos dois empates e uma derrota, mas agora estamos há seis jogos sem perder e, inclusive, ultrapassamos duas eliminatórias da Taça. A equipa tem assimilado bem tudo aquilo que temos feito, os jogadores estão sempre muito comprometidos, treinam bem e aceitaram muito bem as novas ideias”, elogiou o treinador, de 41 anos.

Pedro Pontes considera que, no campeonato, o Nun’Álvares está a fazer “uma boa recuperação” na tabela. Atualmente, ocupa o sexto lugar, com 26 pontos, mas a 13 de distância do Roriz, segundo colocado em zona de acesso ao ‘play-off’ de subida e próximo adversário.

“Se eu dissesse que não é possível recuperar não estava a ser verdadeiro, porque ainda faltam disputar 14 jornadas. Temos de acreditar que é possível. Podemos dizer que o jogo com o Roriz é decisivo. Se perdermos esse jogo, ficamos muito longe dos lugares de acesso. Temos essa pressão do nosso lado”, admitiu.

O embate entre Nun’Álvares e Roriz, a contar para a 17ª jornada da Série 2 da Divisão Honra AF Porto, está agendado para domingo, às 15:00, em Recarei.