Slider

Penafidelense Joaquim Silva termina ‘GP Abimota’ vestido de azul e de rosa (C/ÁUDIO)

O penafidelense Joaquim Silva venceu as classificações da Montanha e das Metas Volantes no 41º Grande Prémio Abimota em ciclismo, disputado no fim de semana.

 

Na primeira etapa, no sábado, que ligou Fátima a Vouzela, na distância de 197 quilómetros, o ciclista da equipa Tavfer-Measindot-Mortágua integrou uma fuga inicial, que lhe permitiu arrecadar as camisolas azul (montanha) e a rosa (metas volantes).

Na segunda tirada, no domingo, uma ligação 158,7 quilómetros, entre Anadia e Águeda, Joaquim Silva voltou a entrar na fuga do dia, confirmando a vitória nas respetivas classificações.

 

 

Na geral individual, o corredor de Penafiel terminou o Grande Prémio Abimota no quinto posto da classificação, a nove segundo do vencedor, o argentino Tomas Contte (Louletano – Loulé Concelho).

“Foi uma prestação muito positiva. Ia com o intuito de fazer uma boa geral. No primeiro dia fui para a fuga, apesar de não estar nos nossos planos. Foi uma fuga longa e tirei o benefício de estar na disputa de duas camisolas e, no final, consegui trazê-las, graças à ajuda de toda a equipa. Estou muito satisfeito com o resultado”, afirmou.

 

 

Joaquim Silva reconhece que está “a realizar uma das melhores épocas dos últimos anos”, depois de, em maio, ter sido oitavo classificado no Grande Prémio ‘o Jogo’ e 15º posicionado na Volta ao Algarve.

“Durante os últimos dois, três anos, tive um problema a nível de uma bactéria no estômago. Só recentemente é que esse problema foi detetado e consegui finalmente estabilizar o meu corpo e demonstrar todo o meu valor”, explica o ciclista penafidelense.

 

 

Joaquim Silva voltará à estrada no Grande Prémio Douro Internacional, que irá decorrer entre 10 e 13 de junho. De 18 a 20 de junho irá disputar os campeonatos nacionais de ciclismo.