Slider

Penafiel selecionou o melhor lote de vinhos para vender na Feira de S. Martinho

FOTO: Armindo Mendes

A Feira de S. Martinho em Penafiel, que arrancou na quarta-feira, tem disponíveis 11 locais para venda do vinho S. Martinho – Penafiel, que resulta da seleção do melhor lote de vinhos das quatro adegas presentes no evento.

 

Em declarações aos jornalistas, na abertura do evento, Adolfo Amílcar, vereador da autarquia, explicou que este ano não haverá prova de vinhos, mas venda de vinho.

“Selecionamos o melhor lote das adegas aqui presentes e, em vez de dar a provar o vinho, os visitantes poderão adquirir a caneca ou a tigelinha, por um valor mais baixo que nos anos anteriores, e comprar o vinho S. Martinho – Penafiel”, referiu.

As canecas, cerca de 30 mil que estão disponíveis para venda até domingo, custam quatro euros. A caneca de vinho custa, depois, 1,30 euros e a tigelinha 0,60 euros.

Adolfo Amílcar adiantou que, em 2019, foram distribuídos cerca de 50 mil litros de vinhos, “dados apenas do interior da tenda”.

A Feira de S. Martinho voltou este ano a ser realizada, depois de, em 2020, ter sido cancelada devido à pandemia de covid-19.

Até domingo, a autarquia espera milhares de visitantes no concelho, para aquele que é um dos maiores eventos do concelho de Penafiel.

Aos jornalistas, o presidente da Câmara de Penafiel, Antonino de Sousa, disse que “o regresso do S. Martinho é motivo de grande alegria para Penafiel e para todos”.

“É uma das maiores referências no concelho e na região e tem um impacto muito grande na economia, não apenas do concelho, mas de toda a região, porque é muito negócio que se faz”, acrescentou.

O evento está a decorrer nos moldes das edições anteriores, mas, de acordo com Antonino de Sousa, foram “replicadas as recomendações da Direção-Geral da Saúde.

“Recomendamos a utilização da máscara e, dentro do possível, se evitem excessos de aglomerações”, anotou.