Slider

Pulseira eletrónica para homem em Paredes acusado de violência doméstica

Um homem de 40 anos passou a ser controlado por pulseira eletrónica após ter sido detido na terça-feira, em Paredes, pela GNR, acusado de violência doméstica, anunciou hoje em comunicado a Guarda.

 

A detenção ocorreu após os militares terem apurado que o homem “tinha agredido fisicamente a vítima, a sua companheira, de 40 anos, na presença dos filhos de quatro e 10 anos, tendo ainda destruído diversos objetos existentes na habitação”, lê-se na nota de imprensa.

Do homem, a GNR descreve ainda “um comportamento agressivo contra a vítima e contra os filhos, proferindo constantes ameaças aos mesmos” antes de tentar “subornar os militares da Guarda, tendo sido constituído arguido ainda por corrupção ativa”.

Presente no dia seguinte ao Tribunal Judicial de Penafiel, foram-lhe aplicadas as medidas de coação de proibição de contactar a vítima e os filhos por qualquer forma ou meio, proibição de permanecer ou frequentar a habitação dos mesmos, não podendo aproximar-se num raio de mil metros, passando a ser controlado por pulseira eletrónica.