Slider

TIAGO JOSUÉ FERREIRA REELEITO PRESIDENTE JS PENAFIEL

Tiago Josué Ferreira, natural da freguesia de Galegos, foi reeleito presidente da Juventude Socialista de Penafiel e prepara-se para mais dois anos à frente da estrutura que começou a liderar em novembro de 2017.

Tiago Josué Ferreira, com 26 anos, completou o primeiro mandato e, em entrevista ao Penafiel Magazine, fez um balanço dos primeiros dois anos à frente da JS, comentou alguns dos temas mais estruturantes da realidade social, política, económica e demográfica de Penafiel.

“O balanço é muito positivo, mas também não entramos em ilusões. Sabemos que temos uma estrutura forte, que está a ganhar credibilidade em termos de opinião pública, e sentimos isto também dentro das redes sociais, embora saibamos que não são representativas da realidade”, analisa.

“Estamos a conseguir renovar as nossas listas e inclusive a aumentar números, o que nos deixa muito satisfeitos. Conseguimos representatividade em freguesias onde não tínhamos, como é o caso de Canelas, São Mamede (Recezinhos) ou Fonte Arcada”. salienta Tiago Josué Ferreira, que reitera que este é um trabalho que ainda está longe de estar terminado.

“Vejo com muito bons olhos o facto de termos inscrito 200 novos militantes este ano. Obviamente que não os temos todos a participar ativamente, porque as pessoas têm a sua vida e a JS compreende perfeitamente isso. Temos alguns militantes que inclusive tiveram de emigrar por força das circunstâncias, mas que fazem questão de se manterem conectados connosco”, explica.

O presidente reeleito afirma sentir que os penafidelenses têm acompanhado atentamente o trabalho da JS, porque “incentivam e dão ideias para novas iniciativas e novos projetos”.

“O grande objetivo da JS Penafiel é realizar política pelo município e com o município, procurando fazer uma alternativa produtiva e sustentável face à Câmara Municipal, de forma responsável e altruísta como achamos que temos feito até agora”, realça.

“Queremos apontar o que está mal, mas apresentando sempre soluções. Tal como fizemos com o orçamento participativo, onde só com o nosso confronto é que foi transmitido que o mesmo seria realizado apenas de dois em dois anos, porque estava difícil executar projetos. Os vencedores de 2018 ainda não têm os projetos iniciados sequer e vem já novo orçamento participativo no próximo ano”, comenta.

 

 

 

 

“Penafiel continua a perder muita população para concelhos vizinhos, maioritariamente jovens, e isso é muito preocupante”.

 

“Sentimos que há uma grande falta de estratégia por parte da Câmara Municipal para áreas tão sensíveis como a habitação e emprego. Mas há outras áreas onde também sentimos isso, como a educação ou mesmo a mobilidade. Há algumas freguesias que estão bastante limitadas em termos de horários dos transportes públicos para se deslocarem ao centro da cidade – há apenas três autocarros por dia”, especifica.

Para Tiago Josué Ferreira, a falta de atração de investimento qualificado é também um problema no concelho: “Sentimos que há necessidade de criar incubadoras para startups, colóquios, feiras de emprego, congressos e iniciativas tecnológicas para que se possam gerar condições para que novos empreendimentos se possam sediar em Penafiel. Não nos podemos limitar a ceder terrenos para construção de supermercados, que são naturalmente precisos, mas depois falta tudo o resto”.

“O objetivo para os próximos dois anos será formar e incentivar os jovens socialistas de Penafiel para estarem preparados a integrar as listas do Partido Socialista para ajudarem o PS Penafiel a ter um projeto alternativo à atual coligação de direita”, conclui.

A tomada de posse dos órgãos sociais da Juventude Socialista de Penafiel será realizada em Rio de Moinhos, no Restaurante do Paço, no próximo sábado, dia 23 novembro, pelas 20 horas, e será aberta ao público.

A realização da cerimónia no sul de Penafiel pretende, nas palavras do presidente Tiago Josué Ferreira, “mostrar o interesse em fazer política em todo o concelho e não só no centro”.